19 de dezembro de 2010

"Entrevista com Josje Zuurbier"

Minha querida aluna holandesa Josje Zuurbier morou no Brasil por 4 anos.  Aproveito a ocasião de sua última aula de português para entrevistá-la.

1212Galaor: Como foi seu ritmo de vida no Brasil?

Josje: Me ocupei com as aulas de português, aulas de pintura, clube de fotografia, tocar saxofone. Me diverti com brasileiros e holandeses morando em Piracicaba, viajando com meu marido e nadar em nossa agradável piscina.

Galaor: Como seu português e seu entendimento sobre nossa cultura se desenvolveu com o passar dos anos?

Josje: No começo, não falava nada de português, mas agora depois de 4 anos, eu me viro bem com o básico da língua. Eu conheci um pouquinho da cultura, mas me surpreendi de vez em quando com as novidades, como por exemplo, marcar compromissos com brasileiros às vezes não dá certo.

Galaor: Por favor, compare brasileiros e holandeses.

Josje: Eu acho que os brasileiros são muito alegres e abertos, já os holandeses são um pouco mais formais.

Galaor: Quais lugares no Brasil você conheceu, para onde quer voltar e para onde que ir?

Josje: Conheci muitos lugares do norte, oeste, mas não do sul. A única cidade que eu fui do sul foi Curitiba, gostaria muito de conhecer Florianópolis. Gostaria de voltar para Salvador, porque é uma cidade onde há uma grande mistura de várias culturas.

Galaor: O que você reconhece como influência holandesa no Brasil?

Josje: Fui a Holambra, onde eu constatei os costumes holandeses. O folclore, o “veiling” que significa leilão de flores.  Nós encontramos em Recife, alguns sinais da história da conquista dos holandeses do nordeste brasileiro, como fortalezas, casas e a as peles mais claras e os olhos azuis dos nordestinos.

Galaor: Do que sentirá mais falta? Do que não gostou? O que foi mais difícil?

Josje: Do que eu sentirei mais falta do Brasil será a vida ao ar livre. O tempo frio e os dias escuros durante o inverno da Holanda nos obrigam a ficar em casa. Não gostei das baratas e dos pernilongos!!! Foi muito difícil quando minhas amigas holandesas foram embora de Piracicaba. É muito bom ter pessoas que falam a mesma língua e tenham os mesmos costumes por perto.

Galaor: Josje, hoje é seu último dia de aula. Gostaria que você me contasse como se sente no último dia de aula após 4 anos morando no Brasil.

Josje: Galaor, é a última aula, mas não a última vez que eu vou encontrar você. Você é meu amigo e ficarei com isso. Você vai me visitar em Santiago no chile quando nós nos mudarmos para lá em 2011.

RSS 2.0 feed.

Categorias: Alunos, Posts

Os comentários estão fechados.